1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>
Quinta, 24 de Maio de 2018

A Magnífica Trupe de Variedades ou a Minha Dulcinéia

PDF Imprimir E-mail

Escrito por Marcos da Cruz Seg, 06 de Outubro de 2014 22:40

“Para se fazer teatro é necessário: um palco, um ator e uma paixão” – Petter Brook

img artigo marcosHá muito tempo, ouvi numa convenção de circo o conceito: Espetáculo Polifônico. Na realidade foi na Convenção Brasileira de Malabares e Circo que aconteceu em São Leopoldo – RS, um palhaço-amigo, explicou-me:

“espetáculo polifônico, meu caro, é quando o texto, a direção, o ator, a sonoplastia, a iluminação estão em perfeita harmonia, ou seja, várias vozes em um só corpo. Uma orquestra tocando uma única sinfonia, todas equânimes...”.

O Incansável Dom Quixote, espetáculo que se apresentou em Paranavaí – PR no tão querido Teatro Municipal Dr. Altino Afonso Costa, deixou a plateia sem fôlego. A adaptação do texto de Miguel de Cervantes, quem assina é Maksin Oliveira com direção de Reynaldo Dutra e iluminação de Pedro Struchiner. Uma trupe incansável e com muitas variedades cênicas...

...mas, voltando ao conceito polifônico, Quixote, é a materialização deste conceito, uma direção impecável, com uma sonoridade na dramaturgia, que aos poucos vai fisgando a plateia a acompanhar a trajetória deste herói e seu fiel escudeiro. Movido por uma paixão contagiante, o Ator Maksin Oliveira narra a sinfonia e embriagados de amor nos permitiram caminhar entre as narrativas e as reflexões cotidianas. A direção com suas decisões precisas e como diria o diretor austríaco Petter Hosqueir “mais que dirigir, o diretor tem que decidir e decidindo mostra a pessoa que é...” E se posso comentar sobre Dutra é que além de dirigir e decidir é uma pessoa magnífica e cheia de variedades... O espetáculo também conta com o recurso de luz do nosso talentoso Pedro Struchiner que sem titubear tempera a cena esteticamente dando uma plástica visual sublime, desse modo, direção, atuação e iluminação tocam sua sinfonia...

Risos, choros, reflexão, o espetáculo acabou com o gostinho de quero mais, posso dizer que a Magnífica Trupe de Variedades será para sempre a minha Dulcinéia, espero um dia poder encontrá-la e dizer: “O sonho é o alívio das misérias, por onde ele passa sempre planta uma flor” – Miguel de Cervantes.

 

Comentários   

 
+1 #1 Evoé!Guest 07-10-2014 10:26
Marcos da Cruz , tudo bem? Sempre leio a sua coluna e percebo uma grande variedade de textos, sempre leio as suas narrações sobre grupos e espetáculos, será que você pode fazer um texto sobre a minha companhia, ficarei muito feliz, vejo que sua coluna é bastante acessada, assim, podemos divulgar o nosso trabalho. Evoé.
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Painel de entrevistas

jose_rubens_peq
José Rubens
Thumb_lily
Lily Curcio
thumb_chacovachi
Payaso Chacovachi
Argentina
thumb_muralla
Teatro la Muralla
Equador
thumb_museo
Teatromuseo
Chile





Erminia em entrevista no Jô

(+) entrevista na íntegra

Parceiros

As Marias da Graça (Rio de Janeiro - RJ)
Centro de Memória do Circo (São Paulo - SP)
El Circense (Buenos Aires - Argentina)
Encontro de Bastidor (Brasília - DF)
Escola Nacional de Circo (Rio de Janeiro - RJ)
Instituto de Ecocidadania Juriti (Juazeiro do Norte - CE)
Intrépida Trupe (Rio de Janeiro - RJ)
Panis & Circus (São Paulo - SP)
Teatro de Anônimo (Rio de Janeiro - RJ)