1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>
Quinta, 24 de Maio de 2018

A Polifonia do Corpo de Balé da Coreógrafa Tayna Mateus

PDF Imprimir E-mail

Escrito por Marcos da Cruz Qui, 06 de Setembro de 2012 22:49

A Polifonia do CorpoNeste artigo ouso a falar sobre o trabalho de uma das grandes bailarinas, coreógrafa e diretora na que está escrevendo sua história no cenário nacional e internacional.

Falar através do corpo, voar em um espaço e outro e ter como forma de gratidão os aplausos do respectivo público, tendo a certeza que o trabalho foi realizado com sucesso é sua trajetória.

O nome desta polifônica artista é Tayna Mateus, que tem um corpo de balé o qual leva o seu nome na cidade de Paranavaí.  Este ano a mesma foi brindada com duas premiações num festival de dança na Argentina, com o primeiro lugar na categoria coreografia/balé e o segundo lugar com o estilo jazz. Não vou negar que fiquei super feliz quando soube que a companhia de balé da Tayna Mateus tinha conseguido conquistar com muita luta e perseverança a premiação.

Muita luta? Aposto que o leitor esteja me perguntando sobre essa minha expressão. Sim, afirmo, com muita luta.

Os alunos que compõe o corpo de balé da coreografa é composta por crianças que não tinham as mínimas condições de estarem participando do festival de dança na Argentina. Então, através do desempenho e perseverança da coreógrafa de “dar a cara para bater” e começar a juntar fundos para os alunos participarem do festival. Através de bingo beneficente, apoio do CECAP - Centro de Atendimento Especial à Criança e ao Adolescente de Paranavaí coordenada por Liria Balestieri, foram arrecadando essa verba para meninos e meninas poderem voar, saltar em palco argentino.

Além desta folia tive a honra de ser convidado para participar, juntamente com o meu grupo de circo formado por crianças e adolescentes, de um trabalho realizado pela Tayna Mateus.

Pelo pouco que acompanhei entre ensaios vi ali em minha frente a Polifonia que compõem os “eus” do seu trabalho. Não vou negar que em seu espetáculo realizado no palco do Teatro Municipal Dr. Altino Afonso Costa tinham em média uns 200 artistas e técnicos participando do seu espetáculo, que era composto por balé clássico, teatro, Circo, Taiko, jazz, samba, forró, frevo e muitas variações de estilos.

Neste ano de 2012 a coreógrafa e professora universitária avançou seus projetos sendo contemplada a dança nos palcos catarinense pelo festival de dança de Joinville.

Quero destacar nestas linhas que seu trabalho vem acompanhando de uma diversidade muito grande, no qual busca unir elementos que vai ser decisivo para a sua construção. Tayna Mateus além de propor um trabalho múltiplo com várias vozes, coloca um desafio aos seus multi artistas, pois além de dança, têm de aprender acrobacias, música, outros estilos de dança. Quem participa de suas montagens acaba se capacitando, pois a mesma exige do artista que ele busque ser múltiplo.

Já era de esperar que esta coreógrafa ganharia destaque em seu trabalho. Pois, com essa diversidade nos palcos, Tayna Mateus nos mostra que a competência do seu trabalho se registra através dos seus espetáculos.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Painel de entrevistas

jose_rubens_peq
José Rubens
Thumb_lily
Lily Curcio
thumb_chacovachi
Payaso Chacovachi
Argentina
thumb_muralla
Teatro la Muralla
Equador
thumb_museo
Teatromuseo
Chile





Erminia em entrevista no Jô

(+) entrevista na íntegra

Parceiros

As Marias da Graça (Rio de Janeiro - RJ)
Centro de Memória do Circo (São Paulo - SP)
El Circense (Buenos Aires - Argentina)
Encontro de Bastidor (Brasília - DF)
Escola Nacional de Circo (Rio de Janeiro - RJ)
Instituto de Ecocidadania Juriti (Juazeiro do Norte - CE)
Intrépida Trupe (Rio de Janeiro - RJ)
Panis & Circus (São Paulo - SP)
Teatro de Anônimo (Rio de Janeiro - RJ)