1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>
Segunda, 22 de Janeiro de 2018

Mundos Misturados

PDF Imprimir E-mail

Escrito por Circonteúdo Sáb, 07 de Novembro de 2009 00:26

Década de 1770 - E o circo chegou!

“Mundos misturados”, esse é o título da seção da colunista Izabel Gurgel, jornalista e diretora do Theatro José de Alencar, de Fortaleza. Essa expressão é que melhor representa tudo o que temos tentado mostrar até aqui dos inúmeros antecedentes artísticos e arquitetônicos que os grupos que deram origem ao que se chamou de circo foram, no final do século XVIII herdeiros. Mas, ao mesmo tempo em que eram praticantes das heranças recebidas, eram também transformadores e re-significadores das mesmas. Assim, encontramos entre os artistas daquele período, características que estarão presentes nos grupos responsáveis pelo processo de constituição dos circenses, do final do XVIII. Uma dentre várias era a contemporaneidade de suas artes; apresentavam uma variedade de números, como acrobacias de solo e aéreo (como trapézio), equilíbrio, engolidores de fogo e de espada, ilusionismo, animais treinados, pernas de pau, música (tocada, cantada e dançada), performance, teatro, mímica, cenografia, figurino, herdeiros dos vários fazedores e construtores das linguagens, tendências e correntes artísticas, tudo misturado e construído ao mesmo tempo.

Aqueles grupos de artistas - homens, mulheres e crianças - cruzaram com grupos de ex-cavaleiros das cavalarias reais, que ao deixarem de se exibirem apenas para o reduto aristocrático por terem se aposentado ou saído mesmo dos exércitos,  ocuparam também as praças públicas. Da fusão dos vários grupos de artistas e cavaleiros teve-se o processo de constituição de um espetáculo que uniu a diversidade e que se chamará CIRCO.


<< voltar para a Linha do Tempo




 

 
Painel de entrevistas

jose_rubens_peq
José Rubens
Thumb_lily
Lily Curcio
thumb_chacovachi
Payaso Chacovachi
Argentina
thumb_muralla
Teatro la Muralla
Equador
thumb_museo
Teatromuseo
Chile





Erminia em entrevista no Jô

(+) entrevista na íntegra

Parceiros

As Marias da Graça (Rio de Janeiro - RJ)
Centro de Memória do Circo (São Paulo - SP)
El Circense (Buenos Aires - Argentina)
Encontro de Bastidor (Brasília - DF)
Escola Nacional de Circo (Rio de Janeiro - RJ)
Instituto de Ecocidadania Juriti (Juazeiro do Norte - CE)
Intrépida Trupe (Rio de Janeiro - RJ)
Panis & Circus (São Paulo - SP)
Teatro de Anônimo (Rio de Janeiro - RJ)